Na postagem da semana passada, o amigo Guilherme Salviati questionou a manutenção da imagem após a boa primeira impressão. Acredito que vale avançar no assunto.
A imagem profissional interage com você e está diretamente ligada ao seu desempenho e autoconfiança.
Muito além de roupas e acessórios, a imagem profissional depende de fatores como comportamento pessoal, hábitos saudáveis, pontualidade, ética, postura e comunicação eficaz.
Cabe aqui uma observação. De nada adianta tentar se vestir e se portar como um grande profissional, se faltam a competência e o conhecimento. Agora, se você possui os credenciais, não pode desperdiçar oportunidades usando a “embalagem” inadequada.
Goste você ou não, a ambiente dos negócios faz julgamentos com base na imagem profissional. Isso conta muito na hora de receber uma promoção, por exemplo. Se é fácil enxergar você em um cargo de maior responsabilidade, é mais provável que você o ocupe.
Lembre-se de que a sua imagem profissional é o reflexo de quem você é. Por isso, é importante se sentir bem – consigo e com o trabalho – para a construção de uma imagem positiva. Conheça-se!

Anúncios