Imagine procurar um endereço em uma cidade desconhecida sem mapa e GPS. Ou mexer em um complicado aparelho eletrônico sem ler o manual. Você pode até chegar ou aprender a usar. Mas quanto tempo é perdido desnecessariamente?
Isso acontece com a nossa vida quando não fazemos planejamentos.

Acredite, papel e caneta são uma receita infalível para a realização.
E isso se aplica a todos os perfis.

Se você tem dificuldade até mesmo de imaginar a concretização de um sonho, se tudo parece muito distante ou impossível de fazer, escreva o que você terá que cumprir para alcançar o que deseja.

Lembre-se de que a realização é uma escada. Coloque a meta no topo, mas pense em cada degrau e na duração de cada objetivo: com quem você deve falar; o que tem que pesquisar; de quanto dinheiro vai precisar – vai economizar ou emprestar…

Quando começar? Agora!

Para aqueles que acham que estão sempre devendo nas conquistas, embora todos ao redor reconheçam o seu sucesso, a dica é a mesma: papel! Se você já tem facilidade de conquistar sem se organizar, vai se surpreender com o controle da ansiedade ao verificar que está cumprindo as metas estabelecidas ou estipulando objetivos ainda mais desafiadores.

Tenha sempre claro que o equilíbrio da vida não depende apenas da área profissional, mas de muitas outras: corporal, intelectual, espiritual, social, financeira, familiar… Avalie como está o todo da sua vida, as áreas que precisam de mais atenção e trace objetivos. Experimente. Vale muito a pena.

Na semana que vem, o post será sobre a revisão de planejamentos. Coloque na agenda!

Anúncios