Falamos na semana passada sobre a importância de planejar para alcançarmos metas profissionais e pessoais. Mas de nada adianta colocar os objetivos no papel e esquecê-lo na gaveta. É imprescindível criar um sistema de controle.

1. Preparar

Use o plano para montar a sua agenda, estipule dias e prazos para as tarefas.

2. Acompanhar

Pegue um dia da semana para sentir o andamento do projeto. Destaque o que já foi feito e reveja o que você ainda precisa cumprir. Essa fase é importante porque mostra que os resultados estão vindo. É um estímulo a continuar.

3. Revisar

Esta é a melhor parte, mas também a mais esquecida. Depois de atingir determinada meta, poucos remontam o trajeto para analisar as dificuldades, os desvios, os méritos e as conquistas. Rever o que já fizemos nos ajuda na elaboração de outros planos mais eficazes. E ainda dá uma força enorme!

Um exemplo disso aconteceu há algumas semanas. Uma amiga estava um pouco insatisfeita com o andamento da carreira, embora goste muito do trabalho e da empresa onde está. Perguntei o que ela já havia alcançado, qual foi a sua trajetória. Ao contar, ela mesma se surpreendeu com tudo o que já tinha feito, com os momentos de dificuldade e de superação e me disse que nunca havia parado para fazer esse retrospecto, mas que estava se sentindo mais fortalecida depois dele.

Experimente fazer
Coloque no papel a sua história. Monte para você uma espécie de mini-currículo, misturando conquistas pessoais e profissionais. Leia-o bem, memorize os detalhes. Encare a vida como o seu maior planejamento. E aproveite para acrescentar novas metas à sua história.
Não deixe a vida te levar. Leve-a que você vai muito mais longe.

Anúncios