Tags

, , , ,

Distorções de comunicação acontecem a todo momento e em qualquer lugar. Em equipes heterogêneas, então, os mal entendidos fazem parte da rotina. Mas há como minimizar isso bem.

Pense em quando você conheceu seu companheiro ou companheira. Por mais que a paixão nos faça relevar muita coisa, é absolutamente comum que nos atrapalhemos um pouco com a comunicação. Quanto mais tempo se passa com a pessoa, a tendência é de os equívocos diminuírem bastante. Por quê? Porque passamos a pegar o jeitinho do outro, começamos a falar do modo que ele entende melhor.

Isso é adaptar a sua comunicação ao seu interlocutor.

Na empresa
Para garantir que as pessoas entendam melhor a sua mensagem e comprem a sua ideia, é preciso observar o modo de agir de cada um.

Os mais analíticos se convencem quando você detalha bem a informação e explora com cuidado os fatos e dados. Esse tipo de comunicação já não funciona muito com os assertivos, que preferem ir direto ao ponto e enxergar logo o resultado. Os visionários estão sempre com o pé no futuro, gostam de pensar fora da caixa. Os participativos, por sua vez, valorizam o trabalho em equipe. Eles costumam tomar decisões com base na motivação e na flexibilidade.

Para finalizar o alinhamento da comunicação, pergunte sempre para a pessoa – com delicadeza – se ficou claro o que você disse. Se for o caso, peça gentilmente para que ela repita o que é preciso ser feito.

E se lembre de que a abertura do outro é conquistada quando você consegue também ser mais transparente.

Anúncios